Resumo semanal da novela José do Egito, 01/02 a 05/02/16

Confira o resumo semanal da novela José do Egito de 01/02 a 05/02/2016. Próximos capítulos na Rede Record.

Resumo da novela José do Egito de Segunda-feira, 01/02/2016 – Capítulo 16
O primogênito afirma que não se importa. Simeon diz na frente de Levi que Ruben se deitou com a mulher do pai. Depois de acertar um soco no rosto de Simeon, Ruben exige que esse assunto morra e afirma que não permitirá que o erro cometido com José se repita com Benjamin. José se diverte com o medo de Jetur. Um pouco amargurado, José pergunta se o negociante tem notícias de sua família. Após a resposta negativa, José vai embora decepcionado. Mara é dura com Benjamin porque não acha justo ter perdido tanto por causa da tragédia de Diná. Em uma conversa com Tany, Azenate deixa transparecer sua indecisão. José diz a Mitri que seus sentimentos afloraram novamente quando encontrou Azenate no mercado. Hapu, que ouve tudo escondido, sorri de forma maligna. Sedutora, Sati devora José com o olhar. Potifar percebe, enquanto o hebreu fica constrangido. Judá perde a cabeça com Er, que se torna um criminoso. Quando está prestes a agredir o filho, Elisa se intromete. Er ri de toda a situação com desdém. Judá decide se afastar. Elisa diz ao filho que no fundo Judá tem razão. Er dá um tapa no rosto da mãe, que vai ao chão. Diná é apresentada a Gibar. Ela diz ao pai que continuará rejeitando qualquer pretendente que apareça. Lia entra na tenda e leva um chá para o marido. Jacó estranha, afinal, a esposa já tinha feito a mesma coisa há pouco. Mercadores começam a cobrar Judá por conta dos roubos de Er. Onã se irrita. Potifar fica impressionado com a prosperidade de sua casa, causada por José. O comandante afirma que José merece todos os privilégios, porém, jamais poderá ter Sati. José fica constrangido. Hapu conta para Pentephres que José encontrou Azenate. O servo garante algumas peças de ouro em troca de uma aliança. Jacó descobre que as dívidas de Judá aumentam cada vez mais, graças a Er. Lia demonstra uma confusão mental cada vez maior. Sati falha ao tentar seduzir José. Pentephres surpreende Azenate ao revelar que sabe sobre seu encontro com José. Azenate inventa uma desculpa para justificar seu encontro e Pentephres demonstra um falso alívio. Ruben tenta se aproximar novamente de Bila, pede perdão e fala sobre seus sentimentos. Ele é expulso da tenda sem perceber que Mara ouvia tudo. Simeon e Levi levam algumas ovelhas para Judá. Eles ficam chocados ao saber que Er agride a própria mãe. Os hebreus conversam sem saber que Er rouba e mata um mercador. Ele sente prazer na violência. Ao se lembrar de José e Raquel, Jacó chora diante de Benjamin. Sati entra no quarto de José, que estava concentrado em escrever seus papiros. Coberta por tecidos transparentes, ela tenta seduzir o hebreu a qualquer custo. Arredio, José evita ao máximo que ela o toque. Sati não desiste e pede para dormirem juntos.

Resumo da novela José do Egito de Terça-feira, 02/02/2016 – Capítulo 17
Pasmo com o pedido de Sati, José é firme e se nega a atender. Ela tenta, mas José não aceita ser tocado. Irritada com a resistência, Sati se veste e o ameaça. Diná, Bila e Zilpa estranham o comportamento de Lia. Bila afirma que a esposa de Jacó saiu e ainda não voltou. Todas ficam preocupadas. Lia chega a um local afastado sem se dar conta. Uma grande tempestade se aproxima. Judá, Simeon, Levi e Onã saem em busca de Er. Eles encontram o corpo do mercador que cobrou as dívidas de Judá. Sujo de sangue, Er tenta agarrar Tamar à força. Mara diz a Naamá que Ruben irá traí-la. Er rasga as roupas de Tamar. Elisa aparece e se coloca à frente. Descontrolado, Er está prestes a agredir a mãe quando Judá chega e o segura. Perverso, Er confessa que matou o mercador. Preocupado, Jacó pede que Ruben reúna os irmãos para encontrar Lia. Er consegue se livrar de Judá, o joga no chão e ainda o ameaça. Ele foge. Elisa pede que Judá vá atrás do filho, mas ele se nega. Ela mesma decide ir atrás de Er. Judá a segue, acompanhado por Simeon e Levi. Er é atingido por um raio e morre. Lia fica desorientada com tanta chuva. Apavorada, ela consegue se abrigar. Elisa abraça o corpo inerte do filho. Pela manhã, Ruben encontra Lia. Ele fica confuso com a desorientação da mãe. José serve Sati e Potifar no quarto. O hebreu fica extremamente constrangido e não olha diretamente para sua senhora. Depois que Potifar vai embora, Sati segura José, se desculpa, e pede que ele não se afaste. Sedutora, ela tenta se aproximar mais. Muito educado, o hebreu consegue se esquivar e vai embora. Naamá pergunta a Bila se realmente existiu um caso entre ela e Ruben no passado. Ruben chega e Bila sai sem responder.

Resumo da novela José do Egito de Quarta-feira, 03/02/2016 – Capítulo 18
Começa a cerimônia para tornar Azenate uma sacerdotisa. Jetur saqueia uma tumba. Ele é capturado por alguns guardas, mas consegue fugir. Durante a confusão, a liteira de Azenate é posta no chão. José se aproxima, segura a mão de sua amada e adentra a multidão. Um pouco mais afastado, José confessa seu amor e o casal se beija. Confusa, ela pede que José a esqueça. Azenate se afasta correndo, chorando bastante. Sati simula um mal estar e decide voltar para casa. Ela sabe que José ficará sozinho em sua residência. Jacó diz a Judá que, segundo as leis, Onã deve se casar com Tamar. Mara culpa Diná pela morte de seu pai e afirma que a odeia. Sati chega em casa e se banha. Sedutora, ela se prepara para se aproximar de seu escravo. José resiste como pode, apesar de sentir desejo. Sati decide deixar a roupa cair, expondo seu corpo nu. Imóvel, sem saber o que fazer, José ainda resiste. Sati se aproxima e começa a tirar a túnica de José. Quando Hapu se aproxima, Sati mente que o hebreu tentou violentá-la e pede que o servo capture José. Em meio à cerimônia, Azenate emite um grito e afirma que não pode se tornar uma sacerdotisa. Hapu consegue capturar José.

Resumo da novela José do Egito de Quinta-feira, 04/02/2016 – Capítulo 19
Sati exige que o hebreu seja trancado e pede que seu marido seja chamado imediatamente. Pentephres se revolta com a filha, que decidiu abrir mão do sacerdócio. Não satisfeito em demonstrar toda sua decepção, o sumo-sacerdote amaldiçoa Azenate. Ela ainda implora por perdão, mas Pentephres a empurra com repulsa e a direciona para a saída do templo. A multidão que participava da cerimônia se dispersa rapidamente, temendo a fúria de Seth. Hapu chega ao local e fala com Potifar sobre o que aconteceu com Sati. Azenate sofre com a humilhação de Pentephres, que a agride publicamente e instiga o povo, que também começa a agredi-la. Azenate consegue escapar. Pentephres salta do descontrole para um choro profundo. Sati se faz de vítima diante de Potifar. Ela inventa uma história que deixa o marido furioso. Questionado por Potifar, José percebe que não adianta tentar argumentar. Ele abaixa a cabeça e não entrega Sati. Em meio à confusão, José pede que Azenate não se mova. Ele se aproxima de Jetur, que atira uma lança em Seneb, ferindo-o seriamente no ombro. O mercador tenta convencer José a fugir, mas o hebreu olha para Azenate e decide ficar. Jetur e seus companheiros lutam com alguns guardas enquanto José tenta ajudar Seneb, que desfalece depois que a lança é retirada de seu ombro. Diante de Potifar, Sati insiste em manter sua história. O comandante revela que sabe do desejo que sua mulher sente por outros homens. Potifar afirma que Sati será punida de acordo com a lei do Egito para adúlteras, caso alguma traição seja descoberta. A punição é ter seu nariz decepado. Benjamin começa a questionar os irmãos, querendo saber mais sobre José. Todos tentam enganar o menino, que fica desconfiado.

Resumo da novela José do Egito de Sexta-feira, 05/02/2016 – Capítulo 20
Meribast volta para casa. Tany encontra a pedra de Azenate com sua gata e reza pela filha de Pentephres. José consegue arrastar Seneb para um local seguro. O hebreu grita com os presos. Todos se acalmam. Com a ajuda de Azenate, José leva Seneb para seu quarto. Azenate cuida da ferida de Seneb. Ele desperta, mas não consegue falar. Assustado, Benjamin vê o escorpião e acorda Simeon antes que ele seja picado. Simeon afasta o animal, que cai perto de Mara. Com o susto, ela se revela e Simeon a segura com raiva, querendo saber o que fazia por ali. Ruben jura para Naamá que nunca mais se aproximará se Bila e pede perdão. Mara confessa que é responsável pelo escorpião. Descontrolado, Simeon decide chicotear a menina, mas Benjamin intercede e consegue convencer o irmão a mudar de ideia. Após o casamento, Tamar se decepciona com Onã, que a usa já na primeira noite de amor. Depois que a situação na cadeia se acalma, José conta a verdadeira história que resultou em sua prisão. Ele fica radiante quando sua amada revela que desistiu de ser uma sacerdotisa. José acalma Azenate, que teme pelo futuro, e a beija carinhosamente. Sofrida, Mara diz a Benjamin que todos os filhos de Jacó pagarão pela morte de seu pai. José se emociona ao contar sua história para Azenate. Um guarda que fazia a ronda vê a moça dentro da cela e a reconhece. O casal fica acuado frente ao guarda e os presos, que temem pela ira de Seth. José consegue segurar o guarda para Azenate fugir. Os presos ainda tentam, mas não conseguem capturá-la. Seneb não entende porque José trata sua ferida. Ele fica admirado com a pureza do hebreu. José inicia uma limpeza em seu alojamento. Inicialmente os presos estranham, mas logo tratam de ajudar. Furtiva, Bila entra na tenda de Ruben. Ela dá a entender que ainda o ama, mas não assume. Naamá vê Bila deixando a tenda e fica arrasada. José coordena os trabalhos na cadeia. Todos os presos começam a respeitar o hebreu. O tempo passa. Apesar de não estar muito feliz, Diná se casa. José serve uma comida deliciosa para Seneb, ainda em recuperação. Ele se impressiona com a inteligência de José, que organiza a prisão. Sati se irrita com seu jardim, que fica horrível, e decide questionar Hapu. Cansado de tantas humilhações, ele afirma que não se submeterá a mais nada e ameaça revelar para Potifar que já se deitou com Sati. Emocionada, Diná se despede de seus familiares e parte com o marido. Seneb se recupera e fica impressionado com a organização do local. Ele torna José responsável por tudo. Durante a festa, Onã discute com Tamar e a agride. A briga chama a atenção de todos. Jacó e Lia decidem se aproximar, mas antes que consigam chegar, Onã se engasga com seu alimento e morre nos braços do pai.

Comentários