0

Resumo semanal da novela Os Dez Mandamentos, 13/07 a 17/07/15

Resumo de Os Dez Mandamentos de Terça-Feira 27/10/15

Confira o resumo semanal da novela Os Dez Mandamentos de 13/07 a 17/07/2015, Rede Record

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de Segunda-feira, 13/07/2015 – Capítulo 81

Anrão e Miriã oram por um futuro melhor para os hebreus. Joquebede se junta a eles e todos se emocionam com as dificuldades que passam. Ao lado de Zípora, Moisés se lembra da conversa que teve com Anrão antes de partir do Egito e questiona o sentido de sua vida. Zípora diz que se ele não tivesse partido, não a teria conhecido. Os dois sorriem felizes. Oseias e Calebe levam Arão para casa e o estado do marido assusta Eliseba. Arão fica muito abalado com tudo o que viu na pedreira e diz que essa situação não pode continuar. Muito emocionado, ele chora nos braços de Eliseba. Comovidos com a situação de Arão, Joquebede, Anrão e Miriã se propõe a conversar com os hebreus mais velhos para recordarem das promessas de Deus e contar as histórias para as crianças. Nadabe e Abiú bebem novamente e aguardam o efeito da bebida passar para voltar para casa. Eldade aparece e dá conselhos aos rapazes que dizem que bebem para esquecer o sofrimento que passam no trabalho escravo. Meketre se encontra com Karen na Casa de Senet e trocam juras de amor.

Bezalel visita Deborah e não esconde o interesse pela garota, despertando a ira de Aoliabe. Bezalel percebe que Aoliabe não gosta dele e conversa com Abigail sobre o assunto. Ela diz que ele e seus pais escolheram viver no palácio e isso os afastaram. Abigail aconselha Bezalel a se afastar de Deborah, deixando o rapaz chateado. Durante o jantar, Corá olha maliciosamente para Safira e Bina percebe. Corá diz para Abirão que se tornou chefe dos escravos após passar a perna em Anrão. Datã diz que Corá armou para mandar Arão para a pedreira e assim conquistar a confiança de Apuki. Corá ri satisfeito com suas armações e diz que assim todos saem ganhando. Bina diz para Safira parar de se insinuar para Corá e as duas discutem. Calebe diz para Oseias esquecer Ana, já que ela é egípcia, mas ele diz ter percebido que Ana também gosta dele. Ana pensa em Oseias sorridente. Judite percebe que ela não está com a pulseira e questiona a filha, que diz ter perdido na cidade. Karen pede a Meketre conhecer o filho, mas o egípcio se nega dizendo que não tem certeza que o garoto é mesmo seu filho, deixando Karen chateada. Nadabe e Abiú voltam para casa e levam bronca de Eliseba, que os espera aflita. Eliseba chora de tristeza ao falar de Arão e é consolada pelos filhos. Ahmós entrega a Meketre um amuleto para ser dado ao faraó. Hur diz para Henutmire aceitar o convite de Ramsés para ir com ele até Abu Simbel.

A princesa pergunta ao joalheiro se o faraó tem tratado ele mal. Hur nega e diz que a relação entre os dois é profissional e que nunca perguntou sobre o romance que mantém com Henutmire. Anrão e Oseias vão ao encontro de Arão que se banha no rio e diz que pretendem mudar a situação dos escravos, deixando Arão surpreso. Já sabendo da novidade, Joquebede diz para Eliseba que irão juntar o povo hebreu para fazer um clamor a Deus por socorro. Nadabe e Abiú desdenham da ideia. Falso, Corá vai até a casa de Joquebede para saber notícias de Arão. Miriã conversa com Abigail, Deborah, Aoliabe e Zelofeade sobre a reunião que estão convocando para falar do elo entre Deus e os hebreus. Miriã pede que a notícia seja divulgada entre o povo. Menahen se prepara para ir ao encontro do pai e do irmão. Leila e Hur conversam com Bezalel e aconselham o filho a se casar com uma egípcia. Insana, Yunet espera que o cortejo o qual a filha irá acompanhar o faraó nas obras é para tirá-la da rua. Anrão dá uma bronca em Nadabe e Abiú. Oseias avista Ana e corre atrás dela para devolver a pulseira. A moça retribui com um sorriso. Os dois conversam e não conseguem esconder o encantamento que um sente pelo outro. Nervosa com a situação, Ana diz para Oseias se afastar dela, já que ela é uma egípcia e ele um hebreu, deixando o rapaz decepcionado.

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de Terça-feira, 14/07/2015 – Capítulo 82

Judite ajuda Tais a se arrumar para a visita aos templos. Apuki ordena que Abiú e Nadabe trabalhem na pedreira. Menahem chega na casa de Baruk e o encontra ardendo em febre, abandonado por Anibal. Oseias sai para tentar pescar alguns peixes para os escravos feridos. Chibale fica magoado com Gahiji pela rigorosidade do cozinheiro. Karen pede autorização a Amhós para dar uma volta pela cidade. Meketre presenteia Ramsés com o amuleto. Ikeni se irrita com as reclamações de Karoma. Em conversa com Judite, Leila diz sentir saudades do povo hebreu.

Enquanto se banha no rio, Oseias vê Ana se aproximando. Menahem cuida de Baruk. Nadabe e Abiú encontram Arão na pedreira. Ramsés inicia o cortejo pela cidade. Ana se desculpa com Oseias e eles começam a se entender. Moisés e Zípora cuidam de uma ovelha ferida. Joquebede convida Bina e Safira para o encontro em sua casa. Karen encontra o filho Bak e ele fica feliz com a visita dela. Baruk se desculpa com Menahem por ter lhe dado as costas no passado. Barzilai pede conselho a Jetro e Moisés. Oseias se despede de Ana em clima de conquista. Karen agradece a Abigail pela ajuda com o filho Bak.

Nefertari se encanta com o monumento em sua homenagem. Miriã e Eliseba cuidam dos escravos feridos. Oseias comenta com Calebe sobre o encontro com Ana no rio. Bezalel alerta Hur sobre o perigo da relação do avô com Henutmire. Os hebreus se posicionam para observar o cortejo do rei. Corá, Datã e Abirão riem de Yunet ao ouvirem ela dizer que é mãe da rainha. Joquebede e Miriã ficam felizes ao verem a quantidade de peixes que Oseias trouxe para os escravos. Durante o cortejo, Oseias se recusa a se curvar perante o rei e Ramsés fica furioso com a atitude do escravo.

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de Quarta-feira, 15/07/2014 – Capítulo 83

Furioso, Ramsés recrimina o atrevimento de Oseias. Corá, Datã e Abirão ficam surpresos com a atitude do hebreu. Oseias não obedece a ordem de Apuki, é jogado no chão e chicoteado, para satisfação de Ramsés. Henutmire pede que Nefertari intervenha, mas ela se nega dizendo que o castigo é merecido pelo desrespeito com Ramsés. Todos ficam horrorizados ao verem Oseias sendo açoitado. Anrão estranha que Oseias tenha se interessado em ir ao cortejo do rei. Joquebede e Miriã sofrem com a notícia de que Nadabe e Abiú foram mandados à pedreira como punição pela falta na obra. Eliseba fica aflita ao imaginar o perigo que os filhos irão correr no novo local de trabalho.

Zelofeade e Eldade se preocupam com Oseias, que continua sendo agredido por Apuki. Yunet chama atenção de todos ao gritar por Nefertari e até Apuki se distrai, parando com as chicotadas. A rainha fica envergonhada e Ramsés ordena que os oficiais sumam com Yunet. O rei pede que Apuki saia com Oseias e diz para Paser seguir com o cortejo. Zelofeade, Eldade e Calebe socorrem Oseias. De longe, Ana observa o rapaz bastante machucado e se entristece. Adira estranha a demora de Menahem no encontro com Baruk. Jetro sugere para Moisés que a circuncisão de Eliezer seja feita o quanto antes. Betânia oferece companhia para Menahem, mas se envergonha ao reconhecê-lo. Furioso, Ramsés chega ao palácio culpando Oseias e Yunet por terem estragado o cortejo real. Joquebede e Miriã se apressam para cuidar de Oseias ao encontrá-lo ferido. Eliseba fica apavorada ao saber que Oseias foi chicoteado por Apuki e sai desesperada atrás do filho. Henutmire assume para Hur que foi perturbador reencontrar Yunet.

Meketre deixa Tais surpresa ao revelar que Yunet realmente é mãe de Nefertari. Paser confessa para Simut que se impressionou com o estado deplorável da ex-mulher. Nefertari afirma para Karoma que Yunet está merecendo sofrer por todo mal que fez. Ahmós nota que Karen está chateada após encontrar o Bak e cobra uma boa aparência, ameaçando demiti-la. Abigail conta para Deborah que só foi ao cortejo para ver Leila. Zelofeade se comove ao ver Bak triste por estar longe da mãe e o convida para brincar. Eliseba dá bronca em Oseias por ele ter enfrentado Ramsés. Menahem avisa Adira que Baruk não está nada bem. Irritado, Apuki diz para Jairo que Oseias estragou o momento em que teria o trabalho elogiado por Ramsés. Judite e Ana se chocam ao descobrirem que o rapaz agredido por Apuki é filho de Arão. Bina avisa Corá que os hebreus irão se reunir na casa de Joquebede para clamar a Deus por libertação. Ana disfarça a preocupação na frente de Apuki, mas Judite percebe o interesse da filha em Oseias. Arão se surpreende ao saber que o filho foi castigado durante o cortejo do faraó. Ramsés decide condenar Oseias à morte. Zelofeade consegue convencer Aoliabe a ir ao encontro do povo hebreu. Bakenmut é ordenado pelo rei a executar Oseias na frente de todos os hebreus. Miriã estranha a presença de Judite no encontro. Encantados um pelo outro, Ana e Oseias trocam olhares discretos ao se reencontrarem.

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de Quinta-feira, 16/07/2015 – Capítulo 84

Os hebreus chegam à casa de Joquebede para uma reunião. Ana e Oseias trocam olhares disfarçadamente. Judite não esconde a apreensão com medo da forma que será recebida, mas quer saber notícias de Oseias. Eliseba se prepara para se juntar aos demais hebreus e tenta convencer Arão a acompanhá-la. Leila conversa com Uri sobre a atitude corajosa de Oseias durante o cortejo. Apesar da discordância do marido, Leila se mostra orgulhosa com a coragem do jovem. Apuki se diverte na Casa de Senet na companhia de Jairo, Bakenmut e Ikeni e conversam sobre uma possível punição a Oseias. Karoma sofre com as saídas noturnas de Ikeni e é consolada por Pepy.

Enquanto Nefertari massageia Ramsés, ele afirma ter mandado matar o hebreu como punição pela ousadia, para que ele sirva como exemplo aos outros. Jetro se junta a Moisés e lamenta a ausência de Betânia junto à família. Moisés tenta confortá-lo. Os dois conversam e Jetro, com sua sabedoria, responde aos questionamentos do hebreu. Arão, sem a revolta habitual, questiona a Deus a razão pela qual os hebreus passam por tanto sofrimento e não percebe que seu clamor se une ao do seu povo. Menahem conta para a família da esposa que encontrou Betânia. Jaque e Moisés se mostram surpresos ao saber que Betânia continua levando a vida nas ruas. Corá percebe a presença de Ana e Judite na reunião e se aproxima com o intuito de constrangê-las na frente dos demais, já que Oseias foi castigado por Apuki. Oseias troca um olhar decepcionado com Calebe com a descoberta.

Judite tenta consolar Ana e a jovem revela estar apaixonada pelo hebreu. Gahiji e Chibale ouvem, impactados, as ordens que Ramsés dá a Bakenmut para punir Oseias. Ikeni vai até a casa de Joquebede para cumprir as ordens do faraó e Oseias não demonstra resistência. Ele é colocado exposto, com os pés e mãos amarrados, para sofrer até a morte. Anrão não aceita a situação e vai até o palácio falar com o faraó. Ramsés é avisado por Bakenmut e Ikeni sobre a presença de Anrão. O faraó manda expulsar o hebreu, mesmo com os pedidos de Henutmire para apenas ouvi-lo. A família de Oseias assiste o sofrimento do rapaz sem nada poder fazer. Eliseba se desespera e tenta dar água ao filho, mas é impedida por um oficial. Henutmire vai até o portão do palácio ao encontro de Anrão e ouve com surpresa o pedido do hebreu.

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de Sexta-feira, 17/07/2015 – Capítulo 85

Anrão implora a Henutmire salvar a vida de Oseias. Henutmire diz que não pode ajudar, mas Anrão insiste. Henutmire diz então que irá falar com o faraó, mas não pode garantir que o rei irá preservar a vida do hebreu. Apuki observa o choro de Ana e pergunta o que aconteceu. Sem saber o que responder, a moça diz que torceu o pé. Judite conversa com Ana e diz para a filha que Apuki ficará muito bravo se descobrir que ela chorava por causa de Oséias. Eliseba se desespera ao ver Oseias arramado e sendo torturado. Arão sofre muito com a situação do filho e vai até Oseias, mas é interrompido pelos guardas. Arão insiste em se despedir do filho e os guarda consentem. Oseias diz que Deus foi muito bom em dar-lhe uma boa família e fala para seu pai adotivo que se tiver que morrer, morrerá em paz. Corá observa a cunhada Safira e tanta beijar a moça.

Bina aparece, percebe a situação e olha com raiva para a irmã. Miriã organiza um novo clamor para pedir proteção de Deus. Henutmire conversa com Ramsés e pede para que perdoe o hebreu. Em conversa com Karoma, Nefertari se mostra favorável à decisão de Ramsés em condenar o hebreu à morte. Chibale conversa com Bezalel e diz que tem curiosidade em conhecer melhor o Deus dos hebreus. Bezalel convida o amigo a ir até a vila e Chibale gosta de ideia. Ramsés decide perdoar Oseias para alivio de Henutmire, que agradece a benevolência do irmão. Adira e Menahem levam as crianças para conhecer o avô Baruk. Para espanto de Paser, o faraó manda Bakenmut até a obra escolher dez escravos para serem executados no lugar de Oseias. Henutmire conta para Leila que o irmão perdoou Oseias e a deixa muito feliz. Bina e Safira brigam por causa das insinuações de Corá. Baruk se emociona ao ver os netos. Anibal é capturado pela população que o chama de ladrão, mas é salvo por Moisés.

Ikeni vai até onde Oseias está exposto e manda soltar o hebreu. Joquebede se emociona com a decisão do faraó. Oseias abraço a tia e se reanima ao tomar água. O escriba aparece e diz em voz alta a decisão do faraó, deixando todos perplexos. Oseias implora para Ikeni não executar os dez hebreus e pede para que seja morto. Moisés leva Anibal para casa onde se encontram com Menahem, que pergunta ao irmão como teve coragem de sair deixando o pai doente. Corá conta para os escravos que Oseias foi solto para alívio de Anrão. Os hebreus comemoram até Corá contar que dez hebreus terão que ser sacrificados no lugar dele, deixando todos espantados. Eliseba se emociona com a volta de Oseias para casa. Ela recebe a notícias da ordem do faraó e fica chocada. Henutmire e Leila também ficam surpresas com a decisão de Ramsés. A princesa tira satisfação com o irmão e diz que foi manipulada. Bakenmut vai até a pedreira e seleciona nove escravos para serem mortos e, antes de escolher o décimo, diz o motivo. Todos ficam apreensivos até que Bakenmut para na frente de Nadabe e o encara frente a frente. Arão fica apavorado com a situação.

Comentários