0

Resumo semanal da novela Ribeirão do Tempo, 17/04 a 21/04/17

Confira o resumo semanal da novela Ribeirão do Tempo de 17/04 a 21/04/2017.
Próximos capítulos na Rede Record.

Resumo da novela Ribeirão do Tempo de Segunda-feira, 17/04/2017 – Capítulo 31

Diana recolhe seus objetos pessoais e os coloca em sua mochila. Ela deixa o boné que usava junto à barraca e vai embora. Querêncio chega à casa de Romeu e Sancha bufando. Sancha perde a paciência com ele e diz que vai dar um prazo para o artesão sair de sua casa. Eleonora diz a Teixeira que Querêncio a deixou irritadíssima e pede para seu advogado ver a passagem dela para a Europa. Guilherme procura Arminda e pergunta onde está Diana. Arminda afirma que ela ficou de pegar o telefone da tia com quem morava e prometeu que voltaria em breve. Ajuricaba fica furioso ao ver Joca livre. Joca agradece aos jovens que lutaram por sua libertação. Guilherme e Carlos veem a barraca vazia. Guilherme pega o boné que Diana deixou para ele. Diana conta a Bill que a vida dela não tem conserto. Sancha deixa claro para Filomena que ela e Querêncio têm um prazo para saírem de sua casa. Léia faz uma festa para comemorar a libertação de Joca. Guilherme liga para Arminda e diz que não achou Diana. Arminda fica furiosa. Marta revela a Ajuricaba que o rosto de Diana não lhe é estranho. Flores confessa a Zé Mário que não matou Dirce. O professor pede para o amigo ficar ao lado dele. Beatriz fala para Nicolau que gostaria de oferecer um jantar para Arminda. Lincon entrevista Joca, que afirma que pretende se dedicar às investigações agora que está solto. Marta mostra a foto de Diana para o delegado e diz que ela fugiu da Casa de Internação. Marta fala para Arminda que é de responsabilidade dela encontrar Diana. Filomena diz a Querêncio que ele terá que terminar de pintar o quadro da Madame Durrel. Joca liga para Arminda, que diz que vai contratar os serviços dele. Os dois se encontram e Arminda explica para Joca que ele precisa encontrar Diana. A executiva ressalta para Joca que ele vai ser bem pago. O detetive aceita o serviço. Joca procura Guilherme para conversar sobre Diana. Joca diz a Guilherme que Bill pode saber onde Diana está, já que ela o ajudou. Joca encontra Léia e avisa que eles vão procurar uma menina na floresta. Eleonora diz a Filomena que aturou mais do que devia e que não pretende recontratar Querêncio. Newton e Sílvio admitem terem ficado aliviados ao saber que Tião é, na verdade, uma menina. Zuleide diz a Carlos que quer que ele se afaste de Guilherme. Léia entra atrás de Joca na mata. Filomena conta sua história para Eleonora, que lembra de seu próprio passado em Ribeirão. Filó convence a madame a permitir que Querêncio termine de pintar o quadro. Léia quebra o salto e desiste de ajudar Joca a procurar Bill. Marta liga para Arminda e avisa que se Diana não aparecer até o fim do dia vai abrir um inquérito. Joca vê Bill e pergunta por Diana. Bill faz sinal para ele segui-lo. Filomena fala para Querêncio que se ele não terminar de pintar o quadro da madame Durrel, ela vai embora de Ribeirão. Bill aponta uma direção e indica a Joca que Diana pediu carona numa rodovia. Joca fala com um verdureiro, que conta que viu um menino pegar carona num caminhão. O caminhoneiro pergunta para Diana para onde ela está indo e acaba a prendendo na caçamba do caminhão. Diana fica assustada. Joca consegue uma carona para ir atrás do caminhão. Karina e Tito tomam sorvete no Agito Colonial. Filomena os serve, um tanto constrangida. Tito acusa Karina de ter ido ao Agito por pura maldade. Querêncio e Eleonora discutem mais uma vez. Teixeira tenta contornar a situação. Sancha diz a Léia que o professor Flores a usou e a dispensou, mas aconselha a amiga a se insinuar caso queira mesmo fisgar Flores. Zé Mário fala para Flores que já está na hora de partir.

Resumo da novela Ribeirão do Tempo de Terça-feira, 18/04/2017 – Capítulo 32

Joca vê o caminhão que está procurando, olha para o interior e percebe que não há ninguém. Diana está dentro da carroceria, desesperada. Diana grita de dentro da carroceria e Joca, finalmente, ouve. Joca tenta abrir a porta de trás, que está trancada com cadeado. O caminhoneiro se aproxima. Joca e o caminhoneiro lutam. Joca dá com a chave de roda na cabeça do homem, que cai, desacordado. Joca pega as chaves no bolso do caminhoneiro e salva Diana. Os dois pegam um ônibus e partem. Diana diz a Joca que não pode voltar para Ribeirão. Joca afirma que prometeu para Arminda que a levaria de volta. Arminda deixa claro para Bruno que se ele não conseguir recuperar o tempo perdido em relação às obras, ela vai ter que intervir na área dele. Teixeira vai até a loja de Karina e convida Célia para um passeio. Joca vai com Diana até o escritório de Arminda. Ele conta para executiva o perigo que enfrentou para trazer Diana. Zé Mário fala para Flores que não aceita assassinatos como forma de luta, mas garante que vai organizar uma reunião com os companheiros deles. Zé Mário parte. Flores lembra de Dirce e afirma que nunca vai esquecê-la. Diana tenta convencer Arminda a deixá-la fugir. Joca pede para Diana contar para ele e para Arminda a verdadeira história dela. Joca tenta encorajar Diana, dizendo que não vai deixar ninguém fazer mal a ela. Zuleide conta a Karina que Célia ficou conversando com um cara boa pinta e saiu. Tito fala para Virgílio que o movimento na pousada está ótimo, mas o faturamento está ruim. Virgílio afirma que vai melhorar. Virgílio liga para Nasinho e os dois marcam um encontro. Marta explica para Arminda que Diana fugiu da casa onde morava com uma tia algumas vezes e começou a andar com outros menores. A investigadora diz que a menina cometeu infrações e fugiu da casa de internação para onde havia sido encaminhada. Arminda pede para Ajuricaba mantê-la informada sobre o destino de Diana. Zé Mário sente um mal-estar. Joca vai até a sala de Arminda e pergunta como ficou a história de Diana. Arminda começa a chorar e Joca tenta consolá-la. Depois de transarem, Célia diz a Teixeira que vai pedir a separação. Arminda, que estava aninhada nos braços de Joca, de repente faz um cheque, dá ao detetive e o expulsa de seu escritório. Eleonora conta a Arminda que agora vai posar calada e Querêncio também vai permanecer em silêncio para evitar atritos. Joca entra em casa alheio, dá o cheque que recebeu para Léia e pede para a mãe descontá-lo. Flores diz a Nicolau que eles podem se encontrar assim que ele tiver se livrado de Zé Mário. Zé Mário sente dor ao dirigir e acaba batendo de frente contra um caminhão. Flores lembra de Zé Mário e se emociona. O carro de Zé Mário está em chamas no meio da estrada. Nasinho fala para Virgílio que tem uma boate interessante em Ribeirão do Tempo. Virgílio e Nasinho chegam na Mico Leão. Sônia e André conversam ao telefone, muito apaixonados. Ajuricaba ouve a conversa da filha e diz a Virgínia que acha que Sônia está ao telefone com um namorado. Sônia fica furiosa com a atitude do pai e os dois discutem. Célia sai do carro de Teixeira preocupada. Karina pergunta para Célia quem é o homem que esteve na loja. Célia responde que é Teixeira e afirma que ele só foi dar um oi. Eleonora diz a Teixeira que quer dar uma volta na cidade. Virgílio conta a Nasinho que bate em mulher. Os dois conversam cada vez mais cafajestes. Nicolau chega à boate e Nasinho o apresenta a Virgílio. Nasinho afirma que vai providenciar um encontro entre Virgílio e Nicolau em um lugar discreto para que Tito não fique sabendo. Eleonora convence Teixeira a entrar com ela na boate.

Resumo da novela Ribeirão do Tempo de Quarta-feira, 19/04/2017 – Capítulo 33

Nicolau cumprimenta a madame e o advogado. Guilherme está abatido em seu quarto. Sílvio garante para o filho que vai acompanhar o caso de Diana. Ellen pergunta a Sílvio se ele quer conversar um pouco, mas o piloto afirma que está cansado. Ellen fica triste, frustrada. Querêncio se assusta ao ver a madame e o advogado na boate. Querêncio e Eleonora discutem mais uma vez. Nicolau conta a Flores que Arminda é ambiciosa e pretende substituir madame Durrel nas empresas. Flores diz a Nicolau que tem planos de transformá-lo em Presidente do Brasil. O professor manda Nicolau se aproximar de Arminda enquanto eles pensam em uma maneira de acabar com Eleonora. Nicolau fala para Beatriz que quer oferecer um jantar para Arminda. Joca vai até a delegacia para saber sobre Diana e Ajuricaba o trata mal. Marta fala para o detetive que a menina foi encaminhada para uma casa de internação de menores. Joca conta para Arminda onde Diana está. A executiva se faz de durona, mas no final pede para Joca ligar para ela caso tenha notícias da menina. Eleonora vai ao Agito Colonial e pede para conversar com Filomena. Newton dá carona para Ellen. O aventureiro pergunta a Ellen se ela é feliz no casamento e a beija. Querêncio aguarda Eleonora, que chega depois do horário combinado. Querêncio diz a Eleonora que jurou que não ia mais discutir com ela. Ellen fica meio perturbada com o beijo que Newton lhe deu. Newton chega à pousada e Sílvio e Iara perguntam por que ele se atrasou. Ele desconversa. Filomena confessa a Carmem que fica nervosa quando vê Tito. Eleonora pergunta para Querêncio se ele não pensa no futuro de Filomena. Querêncio fica furioso e vai embora. Léia dá um pote com doce em calda para Joca presentear o professor. Flores diz a Joca que ele ainda vai ter a oportunidade de descobrir todas as imundices da conspiração. O professor aconselha Joca a esperar a poeira baixar para voltar às investigações. Nicolau diz a Nasinho que Virgílio vai ajudá-los a acabar com Tito. Iara fica intrigada ao ouvir Nasinho falando cheio de mistério ao telefone. Diana fica feliz ao ver Joca. Ela pede para Joca ajudá-la. Flores escreve ao computador que Nicolau tornou-se em um grande líder. Sereno confessa ao professor que não gosta de Nicolau. Flores afirma a Sereno que o senador é seu aliado e garante que ele vai deixá-lo em paz. Flores mostra a Lincon um artigo que redigiu sobre Nicolau. Lincon fica assustado com artigo, em que o professor exalta Nicolau, mas deixa a entender que vai publicá-lo. Joca diz a Léia que vai trazer Diana para a casa deles. Léia deixa claro que não vai ser possível. Guilherme fica triste ao lembrar de Diana e diz a Carlos que ainda vai encontrar com ela. Teixeira explica a Célia que ela não deve pedir a separação agora. Karina e Zuleide encontram Nicolau na praça. Zuleide diz a amiga que o senador está a fim dela. Joca conta a Arminda que Diana disse que eles são as únicas pessoas que se importam com ela. Arminda e Joca combinam de visitar Diana juntos. Nasinho fala para Virgílio que seguiu o conselho dele: bateu em uma mulher com quem se envolveu e acabou com um galo na cabeça. Nicolau diz a Virgílio que quer que ele convença Tito a vender as terras para ele. Virgílio não aceita a proposta de primeira, mas os dois conversam para encontrar um jeito de persuadir Tito. Karina revela a Zuleide que se sente atraída por Nicolau. A patricinha elogia o apartamento de Zuleide. Ellen propõe a Sílvio que eles passem a noite juntos, como uma mini lua-de-mel, mas ele afirma que precisa estudar para o concurso. Ellen revela que está insatisfeita com o casamento.

Resumo da novela Ribeirão do Tempo de Quinta-feira, 20/04/2017 – Capítulo 34

Newton recebe documentos que precisam ser atualizados para regularizar o avião. A sós com Nasinho, Nicolau diz ao amigo que como o avião é a coisa mais importante da pousada o jeito de acabar com Tito é armar um acidente. Nasinho garante ao senador que se Virgílio for bem pago ajuda a destruir o avião. Teixeira e Arminda estranham a paciência que Eleonora está tendo com Querêncio. Querêncio fala para Romeu e para Sancha que vai terminar o quadro, pois não vai jogar fora todo o tempo que dedicou a ele. Virgílio agride Iara, que fica perturbada. Iara regulariza os documentos do avião. Virgílio deixa claro para a aventureira que se ela resolver cair fora ele conta todas as falcatruas dela para Tito e Clorís. Iara e Virgílio transam. Beatriz fala para Nicolau que Arminda é uma das poucas mulheres que o merecem. Lílian escuta e sente-se humilhada. Beatriz garante a Larissa que vai cuidar do jantar e, portanto, não vai ser preciso contratar um bufê. Lílian fala para Nicolau que ele não pode humilhá-la. Ele a agarra e ela acaba correspondendo. Arminda convence Eleonora a aceitar o convite de Beatriz e Nicolau. O carro de Arminda para e Joca entra. Joca tenta beijar Arminda, mas ela reage de forma seca, como sempre. Diana abraça Arminda, que corresponde emocionada. Diana pede para Arminda ficar com ela. Joca fala para Diana que Arminda vai pensar e entrega bombons para ela. Ajuricaba quase vê Sônia e André juntos. Ajuricaba conta a Marta que ficou intrigado com o artigo do professor que foi publicado na Folha da Corredeira. Teixeira diz a Eleonora que a audiência pública sobre o resort foi marcada. A madame revela ao advogado que não consegue explicar como aguenta Querêncio. Querêncio bebe cachaça no Já Era. O pintor diz a Eleonora que se ela não permitir que ele termine de pintar o quadro ele vai até a praça e diz ao povo ribeirense que ela chamou todos da cidade de infelizes. Querêncio bebe enquanto pinta. Arminda manda Joca dirigir o carro dela e levá-la a um motel. Arminda se entrega a Joca e assume que o quer. André diz a Sônia que vai visitá-la no horário em que os pais dela estão trabalhando. Arminda deixa claro para Joca que entre eles só existe sexo. Joca explica a Arminda que ela tem como cuidar de Diana. Querêncio tenta não perder a paciência diante das provocações de Eleonora. André e Sônia transam no quarto dela. Virgínia comenta com Ajuricaba que Sônia ligou querendo saber a hora que ela ia sair do trabalho. O delegado fica desconfiado e resolve ir até a casa deles conferir. Virgílio e Nasinho marcam um encontro para conversar. Ajuricaba entra em casa gritando. Sônia e André ficam desesperados. André sai pela janela com apenas um pé calçado. Sônia abre a porta para o pai enrolada num lençol. Ajuricaba pega o tênis de André e sacode na cara de Sônia, que fica em pânico. Sônia vê que não há como mentir. Ela diz ao pai que estava estudando com um namoradinho e que depois os dois resolveram descansar. Sônia faz um teatro e Ajuricaba combina de conversar com ela depois. O delegado fica com um pé do tênis. Joca conta a Guilherme que esteve com Diana. Arminda pergunta para Eleonora como foi a convivência dela com o filho. A madame afirma que a separação foi dolorosa. Guilherme fica triste ao saber que Diana vai continuar na casa de internação ou vai voltar a morar com a tia. Arminda fica perturbada ao lembrar da visita que fez a Diana. Sérgio empresta uma sandália para André. Ajuricaba liga para Virgínia e pede para ela voltar para casa o quanto antes. Sônia confessa a Virgínia que estava estudando com um amigo e os dois acabaram transando. A jovem cai no choro, enquanto Ajuricaba reage furioso ao que ouviu.

Resumo da novela Ribeirão do Tempo de Sexta-feira, 21/04/2017 – Capítulo 35

Virgílio deixa claro para Nasinho que se tiver dinheiro no lance, ele topa. Nicolau vê uns remédios em cima de uma mesinha e pergunta a Elza se madame Durrel tem algum problema de saúde. Elza responde que não sabe muito bem. Nasinho explica a Virgílio que se houver um acidente com o avião, a pousada vai à falência e Tito não vai ter outra saída senão vender a terra. Newton vai até o Instituto do Meio Ambiente e revela a Ellen que depois do beijo que aconteceu entre eles a vida dele virou uma aflição. Ellen resiste a princípio, mas acaba se entregando a Newton. Ellen e Newton estão transando quando Sílvio liga. Ellen não atende e confessa a Newton que está se sentindo uma canalha. Beatriz recebe Eleonora e Arminda com muito gosto. Bruno leva Teixeira para tomar um drinque em sua casa. Célia e o advogado ficam embaraçados. Lílian cumprimenta a todos e Nicolau a apresenta a Arminda e Eleonora como sua secretária. Nicolau garante a Eleonora que vai conversar com Lincon e convencê-lo a não se opor ao resort. Sônia liga para André e diz que a barra está muito pesada. Ele conta que teve uma ideia que pode ajudá-los. Newton se atrasa para reunião na pousada. Tito deixa claro para Sílvio, Newton e Iara que eles vão saltar com craques e que precisam ficar com uma ótima imagem da “Toque dos Extremos”. Nicolau fala para Arminda que Beatriz e Larissa querem que eles se casem. Sônia diz aos pais que o amigo que esteve com ela está vindo até a casa deles. Sônia abre a porta e Sérgio entra. Sérgio tenta se explicar diante de Ajuricaba, Virgínia e Sônia e acaba se enrolando. Antes que Sérgio vá embora, Ajuricaba exige que ele calce o tênis. André conta a Carmem sobre a enrascada que ele e Sônia se meteram. Com muito esforço, Sérgio consegue calçar o tênis. Arminda pede para Querêncio terminar o quadro o mais rápido possível. Filomena diz a Sancha que já está procurando uma casinha para ela e para Querêncio e que em breve eles vão deixá-la em paz. Querêncio afirma a Eleonora que só falta captar a alma dela para terminar de pintar o quadro. Arminda encontra Marta, que revela que Diana deve continuar na casa de internação, pois a tia dela não quer ficar com ela. Marta explica a Arminda que se uma pessoa como ela pedir a guarda da menina é bem provável que o juiz dê. Diana liga para Arminda, que hesita em atender. Diana pede para Arminda cuidar dela, mas a executiva explica que não pode. Iara ouve Virgílio ao telefone combinando um encontro com Nasinho. Escondida, Iara observa o encontro de Virgílio com Nasinho e Nicolau. Virgílio aceita ajudar Nicolau a levar a pousada à falência. O senador explica que conhece uma pessoa que pode derrubar a aeronave. Ajuricaba diz a Sérgio que vai querer conhecer a família dele. O delegado deixa claro que não é uma pessoa violenta, mas afirma que se fosse o filho do jornalista que estivesse com Sônia, certamente, Lincon colocaria no jornal que o filho havia sido espancado por ele. André pede para Sérgio continuar dando cobertura para ele e para Sônia. A pedido de Arminda, a secretária tenta ligar para Joca, mas não consegue. Joca fala para Léia que o celular dele pifou. Ellen pergunta a Guilherme se Carlos lida bem com a separação dos pais. Guilherme responde, mas não dá muita atenção à mãe. Ellen liga para Newton e os dois marcam de se encontrarem. Eleonora diz a Querêncio que está cansada e que acabou o encontro. Querêncio pede para ela aguardar, pois falta pouco. Os dois não conseguem se entender e Querêncio vai embora com o quadro. Eleonora fica surpresa. Querêncio conta a Alfredo e a Romeu que tem umas ideias sobre o que fazer com o quadro. Nervosíssima, Eleonora pede para Teixeira agilizar tudo para que ela possa voltar para a Europa. Iara procura Virgílio e tenta encontrar alguma pista do que deseja descobrir, mas não acha nada. Nicolau manda Nasinho procurar Ferrolho, sujeito que foi preso porque pilotava avião para contrabandista. Karina vê Newton e Ellen juntos e fica intrigada. Arminda vai até a casa de Joca e Léia se espanta ao vê-la. Arminda entra na casa de Léia e olha tudo com ar superior. Ela diz a Léia que vai esperar por Joca. Léia diz a Arminda que se o assunto é profissional,elas podem ir adiantando o expediente, pois ela é assistente de Joca. Arminda afirma que não costuma tratar com subordinados. Ellen fala para Newton que vai contar o que está acontecendo entre eles para Sílvio. Iara explica para Sílvio que as despesas da pousada são muito maiores do que o faturamento. Sílvio estranha. Arminda está indo embora quando Joca chega. A executiva revela ao detetive que pretende pedir a guarda de Diana até encontrar uma solução para o caso dela. Joca promete ajudá-la se for preciso. Como sempre, Arminda desdenha de Joca. Léia diz a Joca que ele não deveria aturar as grosserias de Arminda. Karina conta para Tito que viu Ellen entrando no carro de Newton. Tito pede para Karina não comentar isso com ninguém. Sílvio nota que Ellen está aflita e pergunta o que está acontecendo. Ela diz que está preocupada com a audiência pública. Arminda convence Eleonora a ir embora depois de resolver o caso do quadro. Nicolau deixa claro para Lílian que ele é quem sabe se vai ou não se casar com Arminda. Nicolau conta a Flores que está quase noivo de Arminda. Eleonora fala para Teixeira que embora ache uma bobagem acreditar em premonição, sentiu que se não for embora logo, jamais vai sair de Ribeirão. Como quem não quer nada, Virgílio pergunta a Newton e a Sílvio se eles guardam o avião sempre no mesmo local. Beatriz pede para Nasinho estimular Nicolau a investir em Arminda. Nicolau ressalta para Nasinho que Ferrolho não pode imaginar que ele está por trás do lance do avião. Filomena fica desesperada ao saber que Querêncio não terminou o quadro e afirma que vai embora de Ribeirão. Eleonora propõe a Filomena que elas tentem conscientizar Querêncio da responsabilidade que ele assumiu. Filomena e Eleonora tentam convencer Querêncio a entregar o quadro, mas ele foge com a pintura. Diana liga para Guilherme, que diz que vai tentar visitá-la. Arminda pede conselhos a Teixeira sobre a guarda de Diana. Teixeira fala para Arminda que é preciso entrar com um pedido de guarda junto ao Juiz. Karina pergunta a Zuleide se Newton já foi namorado de Ellen. Zuleide fica grilada com a pergunta de Karina. Ellen confessa a Carmem que está pensando em se separar de Sílvio. Carmem apóia a irmã. Eleonora fala para Arminda que tentou recuperar o quadro, mas Querêncio não o entregou a ela. A milionária afirma que já solicitou um jatinho para buscá-la. Querêncio fala para Marisa que vai vender o quadro de Madame Durrel na praça.

Comentários