1

Resumo semanal de Milagres de Jesus, 23/02 e 24/02/15 (Última Semana)

Confira o resumo semanal de Milagres de Jesus de 23/02 e 24/02/2015

Resumo de Milagres de Jesus de Segunda-feira, 23/02/2015 – Episódio 34 – Penúltimo
Os Dois Ladrões, conta a história dos irmãos Gedeão (Cássio Scapin) e Zanoa (Eduardo Lago), que vivem como bandidos desde seus tempos de adolescência. Eles foram capturados pelo exército romano depois que Gedeão cometeu um de seus crimes mais terríveis, o assassinato de um garoto inocente, que depois foi ressuscitado por Jesus. Confinados no calabouço de Jerusalém, eles aguardam pela sentença que em breve será promulgada e relembram os tristes fatos de sua vida, desde os tempos em que eram crianças. Toda infelicidade começa quando a mãe fica com lepra. Naquela época, os leprosos eram banidos da vida em sociedade e obrigados a viver nas pedreiras e cavernas, junto com outros exilados. A doença é escondida pela família por algum tempo, mas os moradores da vila acabam descobrindo e, furiosos, matam a pobre mulher e colocam fogo no casebre. Órfãos e desamparados, Gedeão e Zanoa começam a viver de esmolas, mas a humilhação e a fome seguem castigando-os a ponto de Gedeão tomar a triste decisão de se entregar a uma vida de crimes. Ao assaltar um mendigo aleijado, Gedeão de irrita com a reação da vítima e acaba acertando-o com uma paulada. No dia seguinte, corre pela cidade a notícia de que o homem morreu. É o primeiro assassinato do jovem bandido. Zanoa que, desde os tempos da mocidade, tem um coração mais bondoso do que o irmão, revolta-se com o crime e se separa de Gedeão, decidido a conseguir um trabalho e viver honestamente. O jovem consegue o emprego na casa de um ferreiro, mas depois de alguns meses Gedeão o encontra e estraga tudo: rouba ferramentas do ferreiro e, ao ser confrontado, acaba por esfaqueá-lo. Com o patrão morto, Zanoa não tem alternativa senão acompanhar Gedeão para o deserto, onde praticam vários assaltos. Numa tarde, Gedeão decide atacar uma família de viajantes, pai, mãe e bebê recém-nascido, sem saber que se trata da sagrada família, José, Maria e o menino Jesus, que estão a caminho do Egito, fugindo da determinação de Herodes de matar todos os recém-nascidos da Galileia. Presos no calabouço, Zanoa e Gedeão ouvem as notícias do mundo lá de fora, vindas da boca do carcereiro. Quando o dia amanhece, eles ficam sabendo que sua sentença está para ser promulgada. Gedão, endurecido pela vida, diz que o fim deles será sórdido e miserável como bem merecem. Já Zanoa tem uma visão mais otimista, algo lhe diz, no íntimo de seu coração, que Deus haverá de olhar por ele, assim como olhará por Jesus.

Resumo de Milagres de Jesus de Terça-feira, 23/02/2015 – Episódio 35 – Último
O episódio A Crucificação conta a saga do profeta após ser capturado. Depois de ser barbaramente açoitado, Jesus é jogado no calabouço, desacordado, numa cela ao lado da cela dos dois ladrões Gedeão (Cássio Scapin) e Zanoa (Eduardo Lago). No meio da noite, Jesus desperta por um momento e diz ao prisioneiro Zanoa que o conhece e, em seguida, desmaia de novo. Zanoa, que apesar de seus crimes, tem fé no coração, fica emocionado, mas não entende de onde o Mestre pode conhecê-lo. Com frio e irritado Gedeão diz que Jesus apanhou demais e só pode estar delirando. Pedro (Caio Junqueira) e os outros discípulos seguem sofrendo com a prisão do Mestre, incertos quanto a seu futuro. No palácio de Pilatos (Edgar Amorim), em seu quarto suntuoso, a esposa dele, Claudia (Julia Lund), tem um sonho. Ela se vê no calabouço, onde se dirige até a cela de Jesus, decidida a soltá-Lo. Quando abre a cela, Claudia se vê num maravilhoso gramado, iluminado pelo sol, onde Jesus prega sobre o reino dos Céus. Claudia acorda e, não vendo o marido Pilatos ao seu lado, levanta-se agitada. O dia amanhece e Pilatos manda trazerem Jesus para expô-lo ao povo. Claudia chega e tenta convencê-lo a não realizar o julgamento final, mas Pilatos diz que não tem mais como voltar atrás. O Mestre é colocado diante do populacho, todo ferido, e Pilatos pergunta o que querem que ele faça com aquele homem. Pilatos insiste que não vê crime em Jesus, mas o povo não desiste de sua cruel decisão, clamando pela crucificação. Pilatos, sem alternativa, lava suas mãos numa bacia, simbolicamente libertando-se da responsabilidade, e diz aos soldados que façam o que a população está pedindo, Jesus deve ser conduzido ao Monte Gólgota, onde será pregado na cruz até a morte. O carcereiro vai até o calabouço e conta aos bandidos Zanoa e Gedeão que Jesus foi condenado à morte na cruz e que o triste destino dos dois será o mesmo. Os dois ladrões são logo levados para a execução. Em seguida, Jesus, escoltado por soldados e fariseus e rodeado pelo povo da cidade, realiza o seu triste calvário, carregando a cruz em direção ao Gólgota. Maria e João também acompanham a última caminhada do Mestre. Numa casa onde estão escondidos, os outros díscipulos choram a morte próxima do profeta e se agarram na fé e nos ensinos por Ele recebidos para se manterem confiantes no futuro.

One Comment

Comentários